Azure Backup – Parte 3 – Backup Virtual Machines

Compartilhe:

Na primeira publicação (veja aqui), expliquei como o Azure backup funciona. Nesta publicação, estou explicando como fazer backup de Virtual Machines com o zure Backup.

Se os sistemas que você deseja proteger estiverem executando os sistemas operacionais Windows ou Linux em Azure virtual machines, além de executar backups baseados em agente do Azure Site Recovery (como explicado nas postagens anteriores), você também tem a opção de executar um Backup de nível VM.

Este processo usa a extensão da VM do Azure Backup e oferece alguns benefícios adicionais, incluindo consistência de aplicativos para máquinas virtuais do Windows, suporte para Linux e um limite maior para o número de sistemas protegidos pelo vault, que é 200 Azure VMs versus 50 sistemas protegidos com o agente Azure Site Recovery. Por outro lado, a freqüência de backup neste caso é limitada a uma vez por dia.

Você também deve ter em mente que o processo de restauração cria uma nova máquina virtual. Como resultado, um backup Azure nível VM não fornece uma opção conveniente para restaurar arquivos ou pastas individuais de um backup. Além disso, a restauração não leva em consideração as configurações de nível de VM como configuração de rede, o que significa que você deve recriá-las após a restauração. No entanto, você pode automatizar o processo de restauração, usando o Azure PowerShell ou Azure CLI, por exemplo. Você deve usar scripts ao recuperar máquinas virtuais Azure que hospedam controladores de domínio do Active Directory ou que tenham uma configuração de rede complicada, incluindo características como balanceamento de carga, vários endereços IP reservados ou vários adaptadores de rede.

A configuração de um backup Azure IaaS nível VM usando o portal Azure envolve as seguintes etapas:

  1. Se você ainda não possui um vault de Recovery Services disponível, crie um novo. Observe que o vault deve residir na mesma região Azure que as máquinas virtuais Azure IaaS.
  2. Especifique o tipo de replicação de armazenamento do vault.
  3. Specifique as configurações de objetivo de backup, incluindo:
  • Localização da carga de trabalho: Azure
  • tipo da carga de trabalho: Virtual machine
  1. Escolha a política de backup. A política determina a freqüência de backup e o intervalo de retenção. A política padrão,  predefinida desencadeia o backup diariamente às 7:00 PM e tem o período de retenção de 30 dias. Você pode criar uma política personalizada para modificar esses valores, agendando o backup para ocorrer em dias específicos e definindo o período de retenção em uma base diária, semanal, mensal e anual.
  2. Specifique as máquinas virtuais para fazer backup. O portal Azure detectará automaticamente as máquinas virtuais Azure que satisfaçam os requisitos de backup do nível Azure VM. Quando você clica em Items to backup na barra Getting started with backup, o portal Azure exibirá essas máquinas virtuais na barra Select virtual machines. Isso irá implantar automaticamente a extensão de backup da Azure VM para as máquinas virtuais que você selecionar e registrá-las com o vault.
  3. Neste ponto, você pode identificar as máquinas virtuais Azure que são copiadas para o vault, visualizando o conteúdo da barra de Backup Items .

Cheers,

Marcos Nogueira
azurecentric.com
Twitter: @mdnoga

Written by Anderson Patricio

Anderson Patricio

Anderson Patricio é MVP e MCSM (Solutions Master) em Exchange. Ele contribui com a Comunidade Microsoft em diversas áreas, tais como Artigos, Tutoriais, Vídeos, Blogs, Fórums, revisão de livros e apresentações para a comunidade Canadense e Brasileira.
Anderson posta regularmente aqui no AndersonPatricio.org, como também no AndersonPatricio.ca e MSExchange.org.
Você pode segui-lo no Twitter , Facebook , e/ou Google+.